2.14.2008

Dúvidas existenciais de uma jovem artesã

Parece um título à la colecção Adrian Mole, mas asseguro-vos que não vou fazer uma dissertação acerca dos inconvenientes sociais do acne, até porque nunca o tive.

De há uns tempos para cá, tenho-me questionado muito acerca da noção de artesanato contemporâneo, daquilo que é vendível ou não, do que atrai as pessoas. Fiquem descansadas, porque ainda não me deixei vencer pelo mercado das tendências. Não é disso que se trata. Talvez tenha matutado mais sobre isto porque enviei mails para uma dezena de lojas e, até hoje, só recebi resposta de uma. Não julguem que me tenho numa estima tão alta, que ache que todos os donos de lojas vão delirar com os meus trabalhos e desatar a fazer-me encomendas. Não sou assim tão narcísica, e não quero agradar a toda a gente. Só gostava de ter respostas. De saber que alguém leu, viu e avaliou.

10 comments:

  1. Anonymous10:40 AM

    Olá! Vim "parar" ao teu blog por acaso mas gostei muito das tuas peças. Estou solidária em relação a este teu "desabafo", também já passei pelo mesmo e acho que não é uma questão de as pessoas não gostarem das peças mas sim uma questão de boa educação de responderem mesmo que por alguma razão não estejam interessados. Tenho tido muitas visitas ao blog mas as pessoas raramente comentam...
    Continua com o bom trabalho!
    beijinhos
    www.pedras_brilhantes.blogs.sapo.pt

    ReplyDelete
  2. Oi,
    o teu trabalho é muito bom, tens ideias originais e peças muito divertidas. Eu gosto! :P
    Quanto ao feedback das lojas, disse-me uma amiga que tens peças suas em 2 ou 3 lojas que o segredo é mesmo chatear. Insiste. Se não te responderem em tempo útil, volta, sempre muito educadamente, a contactar a loja. Vais ver que te hão-de responder. Quanto mais não seja para não os chateares mais! :P

    Beijocas e boa sorte!

    ReplyDelete
  3. Ola

    Gosto de andar a descobrir novos talentos, nao para tirar ideias ou copiar o que quer que seja, simplesmente gosto de ver. Ha altura em que temos boas surpresas e hoje foi o caso, adorei as tuas coisinhas sao lindas. Quanto ao que dizes sobre as lojas, tambem estou a passar pelo mesmo ja contactei diversas lojas e nem uma resposta, e isso deixa-me realmente triste porque parece que o nosso trabalho nao é sequer valorizado. Mas temos que ter paciencia e insistir..

    Beijinhos e boa sorte para o teu trabalho

    Telma

    ReplyDelete
  4. Olá meninas! Obrigada pelas palavras encorajadoras e pelos elogios ;)
    Acredito piamente que, como vou continuar a ser chata, ainda este ano vou ter peças minhas à venda em lojas! :P
    Beijinhos!

    ReplyDelete
  5. Olá Inês!
    Tudo bem? ;)
    Antes de mais, devo avisar que penso que este comentário me vai sair um pouco longo mais do que deveria ser mas bem, aqui vai a minha opinião.
    Em primeiro lugar, não és a primeira nem a última a ter semelhantes pensamentos e dúvidas, penso que (quase) todos os que esperam algo deste mundo do "handmade" já se questionaram em relação aos mesmos aspectos, já pensaram o que os outros pensariam do seu trabalho, se este venderia ou era apenas uma má fase, o que venderia mais, quais os seus trabalhos que possuem uma maior quota de talento evidente... eu própria já fiz as mesmas perguntas, também já desabafei, já estive à beira de desistir mas penso que desistir seria admitir que não tenho confiança própria nem no meu trabalho nem naqueles que, vez após vez, me elogiam e acreditam em mim.
    Quanto aos teus trabalhos,penso que já sabes a minha opinião, já a demonstrei por várias vezes quer por comentários aqui ou no flickr ou até mesmo por ter querido fazer uma troca contigo, o que penso que será evidência notável do quanto admiro o teu trabalho.
    Penso sem dúvida que és muito talentosa, qualquer que seja a área para que te direcciones, apesar de ter de admitir que os teus trabalhos em arame são os que mais me fascinam. Sei que não sou a única a admitir o talento que tu tens pelo que peço que reflictas em todos os que já te demonstram nem que seja apenas uma palavra de apoio e penses que eles têm uma forte razão para to dar: o teu talento!
    Quanto ao que disseste sobre as lojas, acho que deve ser normal. Também eu, há algum tempo, experimentei o mesmo, tal como tu, não por pensar que iriam "adorar" os meus trabalhos mas acho que mais para ter uma opinião sustentável. Até hoje, muitos não me responderam, outros até dizem que o teu trabalho não se enquadra no conceito da sua loja.
    Mas isso nunca é prova de que devas te deixar abater!
    Continua a acreditar nos outros, no seu apoio, no talento que tens e, acima de tudo, continua a acreditar em ti própria!!
    Um grande beijinho**
    Ester

    ReplyDelete
  6. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  7. A minha ideia sobre este assunto é de que se acreditamos naquilo que fazemos, não nos pudemos deixar abater pelas portas que se fecham, mas temos de nos manter firmes e confiantes pelas que se abrem, mesmo que sejam poucas.
    Se fazes aquilo que gostas, linda, não desistas, por factores externos. A não resposta de algumas lojas, acredito que seja por não quererem por vezes magoar quem as procura, dizendo que "as peças não têm lá o perfil que pretendem", mas a meu entender, a resposta é importante para quem está do lado de cá, não é, querida, nem que seja para dizer.."fica para a próxima".
    Um beijo grande e continua, pois tens coisas lindas e adoro passar por cá e vê-las.

    ReplyDelete
  8. Olha eu tenho o mesmo problema... e tb n consigo vender nada. Toda a gente gosta do k faço mas ngm compra...e eu tb n tenho tempo para ir para as feiras:( Ate ja comecei a pedir aos amigos para me venderem as coisas dando-lhes em troca uns trocos! Ja desisti de contactar as lojas... vou-me deixar ficar pelo blog! Estou absolutamente desmoralizada e nao ha volta a dar!
    Ah, mas ja reparei k entretanto ja conseguiste enviar as tuas belezas para lojas:) Os meus parabens pk realmente essas pulseiras sao 5 estrelas! Kd vir uma k seja assim mesmo a minha cara faço-te uma encomenda;)

    ReplyDelete
  9. Quanto ao "teu valor artístico", acho que não vale a pena alongar-me numa explicação...
    ...tens todas as razões para que o ego voe, voe, eheheh...
    Não querendo estar sempre a apontar o dedo à culpada de sempre, mas...
    é a crise!!
    Oh! Miserável e vil metal!!
    um bjo,
    X.

    ReplyDelete

Obrigada pelo comentário! Thanks for your comment!