2.10.2009

I've been tagged!

Ora bem, lá me consegui preparar psicologicamente para conseguir responder a este desafio que me foi passado pela M'Ideias. Sendo sincera, não costumo ter muita paciência para enumerar as minhas mais marcantes características e, neste caso, o número 16 vai ser difícil de atingir. Aqui vai:

Ok, so I finally feel psychologically prepared to answer to this challenge passed on by M'Ideias. Honestly, I'm not very pacient for this kind of thing, but here goes:

1. Vivi 14 anos em Moçambique (dos 8 meses aos 14 anos), e foi a melhor experiência da minha vida. Muito do que sou hoje deve-se ao que lá vivi e ao muito que pude observar desde criança.

1. I've lived in Mozambique for 14 years (from 8 months till I was 14) and it was the best experience of my life. Most of what I am today is due to the things I've experienced there and to what I could observe since childhood.

2. Não suporto condescendências. Em muitos casos, uma condenscendência disfarçada com a caridadezinha cor-de-rosa que hoje tanto se professa apenas mascara uma profunda discriminação.

2. I can't stand patronizing attitudes. In many cases, I feel like people disguise their condescendent discrimination with a certain type of pretty-pretty charity.

3. Quando fico nervosa, metade do meu cérebro entra em auto-gestão e a outra metade entra em hibernação. Resultado: há uma grande lentificação do meu raciocínio, que me leva a dar respostas muito pouco inteligentes ao que me estão a perguntar, e faço figura de idiota.

3. When I get nervous, half of my brain self-manages itself and the other half goes into a state of hibernation. In result, I start to think so slowly that whenever someone asks me something, I give them the most stupid answers, and I feel like an idiot.

4. Sou muito mais introspectiva do que costumo aparentar, daí que adore estar sozinha. Não é que não goste de ter companhia (muito pelo contrário), mas gosto muito de ter o meu tempo e o meu espaço sem interferências.

4. I'm much more introspective than I seem and that's why I love to be alone. It's not that I don't like company, on the contrary, but I really enjoy having my own time and space without interferences.

5. Não ligo muito a signos, mas adoro dizer que sou escorpião só para ver a cara das pessoas. Medo... muito medo...

5. I'm not a very astrological person, but I like to say I'm a scorpio just to see people's faces. Be afraid... be very afraid...

6. Tenho o sonho de ser chocolateira e ter uma chocolateria linda e perfumada de chocolate quente.

6. I dream of becoming a chocolatier and having a lovely chocolate-perfumed chocolaterie.

7. Adoro dançar na sala, ao som de música alta. Ou na cozinha, quando estou a cozinhar. Geralmente, para cozinhar, ponho um vinil no gira-discos. Gosto muito da estatíca dos discos antigos.

7. I love dancing in my living room with the sound of loud music. And also while I'm cooking, I like to listen to vinil records. Love the static of old records.

8. Estou sempre a cantarolar e é no duche que tenho a melhor acústica para fazer os meus concertos. Desde pequena que sou elogiada pela minha voz, mas sempre fiquei demasiado nervosa para cantar sozinha em público.

8. I'm always singing and I give many concerts while taking a shower. Since I was little people always complimented me for my voice, but I get too nervous to sing alone in public.

9. Imagino-me a correr o mundo de mochila às costas, qual aventureira dos tempos modernos.

9. I picture myself as an adventurer backpacker, running around the world.

10. Quando oiço alguém a dizer que desfolhou um livro quase fico com urticária mental. Há erros de Português que são tão elementares que até me parece impossível que alguém os consiga fazer.

10. I get pretty anoyed everytime I hear someone misspell basic portuguese words.

11. Adoro nevoeiro e trovoada. Por qualquer razão esquisóide, estes dois estados de tempo deixam-me bem-disposta.

11. I really like fog and thunderstorms. For some strange reason, I get quite happy whenever it happens.

12. Não suporto pessoas mal-educadas. O uso das palavras obrigado, por favor e com licença está a entrar em extinção e não percebo porquê.

12. I can't stand rude people. It feels like the words thank you, please and excuse me are like endangered species and I can't understand why.

13. Porque é que se come no cinema? Nunca percebi e acho que nunca vou perceber.

13. Why do people eat in movie-theaters? I never understood it and I think I never will.

14. Gosto de rir até ficar sem ar e com dores de barriga. Fico mais leve quando isso acontece.

14. I like to laugh untill I'm breathless and have stomach aches. I feel lighter when it happens.

15. Gosto de fofocar. Para mim, os melhores momentos das festas de família eram quando quase todos se iam embora e as mulheres ficavam a falar das últimas fofocas familiares.

15. I like to gossip. For me, the best moments of any family parties happened when almost everybody left and the women stayed to talk about the latest family gossips.

16. Acredito em amores eternos. Chamem-me ingénua, mas prefiro isso a fazer do cinismo um modo de vida.

16. I believe in eternal love. Call me naive, but I prefer that rather than be cinicall all my life.

Pronto! Espero que tenham gostado! Seria suposto nomear mais 16 pessoas para responderem, mas não lhes quero dar trabalho.

That's it! Hope you've enjoyed it!

4 comments:

  1. Inês, obrigada por teres aceite o desafio! Adorei!!!

    Tinha imensa curiosidade em saber um pouco sobre ti. Confesso que fico sempre fascinada com o que escreves – adoro os teus blogs. Tens o dom da palavra! Acho que és uma pessoa com imensa garra, talento e muita dedicação, e isso está presente nas tuas obras e palavras.

    Sinceramente eu também não tenho muita paciência para este tipo de coisas, mas o desafio foi-me proposto por uma grande amiga e não fui capaz de recusar. Não gosto de falar acerca de mim, mas lá acabou por ser, e acredita que também estive uns dias a fazer a minha preparação psicológica :o)

    Mais uma vez obrigada!

    Beijinhos
    M.João

    ReplyDelete
  2. Posso afirmar com alguma certeza que em parte somos muito parecidas. Qualquer dia é ver-nos de mochilar às costas a fofocar o mundo.
    Beijinho,
    M.

    ReplyDelete
  3. Tenho seguido o teu blog e devo dizer que tens muita imaginação, as tuas peças são fantásticas.

    ReplyDelete
  4. Hádem cá vir dizer que desfolham livros e eu dou cabo deles. Quaisqueres que sejam eles...
    ...
    Gostei
    Beijinhos da Ana Cristina

    ReplyDelete

Obrigada pelo comentário! Thanks for your comment!