4.28.2012

A visit on friday, part III


Depois de sair do jardim botânico, ainda tive tempo de visitar mais uma exposição, desta vez focada na obra de Fernando Bronze, um pintor que viveu muitos anos em Almada e que eu desconhecia por completo, o que não é de admirar. Apesar de ter gostado muito das obras expostas, fiquei igualmente encantada com o espaço (admito que, numa primeira fase, passei mais tempo a olhar para o tecto em madeira do que para os quadros). E termina aqui o meu passeio de ontem. Se tudo correr bem, terei mais fotografias para mostrar-vos do jardim botânico, mas ainda tenho que gastar algumas fotografias do rolo.

Em género de conclusão, digo-vos o seguinte: não esperem tanto para visitar as preciosidades que podem estar só ao virar da esquina. Até o jardim do vizinho pode parecer um jardim botânico, até uma instalação eléctrica pode parecer uma obra de arte contemporânea. Tudo está ao alcance de um olhar.

After leaving the botanical garden, I still had the time to visit one more exhibit, this time focused on the work on a local painter that lived in my city - Almada - for many years, and of whom I've never heard of (not surprising at all). Even though I really liked his work, I was equally in love with the space (I admit that, initially, I spent more time looking at the wooden ceiling than the paintings). So here ends my walk yesterday. If all goes well, I'll have more photos to show you from the botanical garden, but I still have a few more to spend from the roll.

In a kind of conclusion, here's what I tell you: don't wait so long to visit the precious things that can be just around the corner. Even your neighbour's garden may look like a botanical garden, even an electric instalation may look like a contemporary work of art. Everything is within a glance's reach.

No comments:

Post a Comment

Obrigada pelo comentário! Thanks for your comment!